Como melhorar a imunidade em tempos de Pandemia

O dia nacional da saúde e nutrição, comemorado em 31 de março, foi criado pelo ministério da saúde para que os brasileiros reflitam sobre a importância que uma alimentação saudável tem na manutenção da saúde e no bem-estar dos indivíduos.





Artigo produzido por: Fernanda Zwirtes da Silva, graduada em nutrição pela Universidade FEEVALE em 2013.

E atua como nutricionista e responsável técnica pela Empresa Classe A Congelados desde 2016.

Pós graduada em Gastronomia em serviços de Alimentação pela Universidade UNISINOS em 2018.

Também atua como responsável técnica em restaurantes da Serra Gaúcha e Vale do Paranhana.






Em tempos de pandemia, onde um vírus altamente contagioso e letal está circulando no ar, é essencial dar atenção aos nossos hábitos alimentares e estilo de vida para que nosso sistema imunológico esteja saudável. Uma boa imunidade é a principal defesa do corpo contra agentes infecciosos, como o novo Coronavírus.

Um estilo de vida saudável inclui praticar atividades físicas regularmente, dormir em torno de 8 horas por noite, reduzir o estresse no âmbito profissional/pessoal e ter uma alimentação equilibrada. Para isso, a orientação é que a alimentação seja o mais natural possível. A famosa frase “desembalar menos e descascar mais” é verídica, o recomendado é evitar alimentos altamente processados e dar prioridade para alimentos como vegetais, frutas, leguminosas, tubérculos e carnes.


Os micronutrientes mais importantes para a preservação do sistema imunológico são o zinco e selênio, e as vitaminas lipossolúveis A, C, D e E.

O zinco é um mineral encontrado principalmente nas carnes vermelhas, ovos e vísceras. Alguns alimentos como o feijão e cereais integrais também são fontes de zinco, mas em menor quantidade quando comparado as carnes.

Já o selênio é encontrado em castanhas e nozes. O consumo de duas castanhas-do-Pará é suficiente para atingir a recomendação diária de selênio.

A vitamina A pode ser adquirida através do consumo de alimentos ricos em carotenoides, como a cenoura, mamão, abóbora, batata doce e rúcula.

Com relação a vitamina C, boas fontes são frutas cítricas como acerola, laranja, kiwi e bergamota.

A vitamina D tem um papel super importante na imunidade, porém essa não é proveniente de alimentos. A principal forma de obtê-la é através da exposição ao sol ou através de suplementação. O recomendado é que isso seja feito por meio da orientação de um médico ou nutricionista.

A nutrição atua diretamente na prevenção e saúde dos indivíduos.

"Viva todos os momentos com Saúde"



23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo